terça-feira, 17 de dezembro de 2013

2001 - Modulação Rítmica

Música escrita em 3/4 com uma linha de baixo que convida a pensar e sentir em 4/4. Um quaternário propondo uma nova semínima que tem como referência a colcheia pontuada do 3/4... Oiii?

Uma semínima é sempre o que é e guarda todos os recursos de uma semínima, ainda que sob a chave de tercina, quartina, quintina e assim por diante. Esse raciocínio nos leva para a chamada 'modulação rítmica', que gera muitas possibilidades de desenvolvimento de uma música ou de um solo para qualquer instrumento.
Abaixo versão do dia 19/11/13, no IPT, com Marcelo Gomes e Guto Andrade nas guitarras e Igor Pimenta no baixo acústico.


A música 2001 foi gravada no CD 'Questão de Tempo' do grupo Terra Brasil, pouco antes de minha partida para os EUA, em 2005. Ela está disponível no site www.terrabrasil.mus.br assim como toda a produção do grupo, 5 CDs, 49 músicas. Vou regravá-la em meu próximo CD explorando mais a modulação rítmica.

Ela trabalha exatamente com esse conceito com um quartina sobre um 3/4, isto é, semicolcheias agrupadas de 3 em 3, são igualadas à semínima regular do compasso, no sentido de se tornar um novo pulso. 
Nessa nova pulsação, a "semínima" - ou novo pulso - iguala-se a uma colcheia pontuada, que são semicolcheias agrupadas de 3 em 3, não é mesmo?
Abaixo, a partitura com a linha do baixo durante toda a música para que fique claro o que estou dizendo.



domingo, 24 de novembro de 2013

Dança do Maracatu - Novembro, 2013


A Música "Dança do Maracatu" é também muito tocada por ser um play-along de meu livro Novos Caminhos da Bateria Brasileira, o que me deixa contente principalmente pelo interesse do jovem baterista pelos ritmos brasileiros.


Neste vídeo estamos no Workshow feito no IPT dia 19/11/13, como na postagem anterior, onde o grupo toca novas músicas e os dois play-alongs do livro. 'Dança' e 'Bluesamba' são sempre muito recebidos pelo público e com essa postagem quero também mostrar para o estudante do meu livro - que são muitos no Brasil e exterior - como eu toco e dar a eles uma referência mais verdadeira em busca de sua própria interpretação.

Abraços e querendo conversar em português, espanhol ou inglês, façam comentários ou enviem email para sergio@sergiogomes.com

domingo, 4 de agosto de 2013

Gabriela - em Trio



Gabi em Amsterdam, onde vive hoje
Eu havia chegado da maternidade e num cochilo da bebê, atravessei a rua onde era meu estúdio. Sentei ao piano e imediatamente comecei a tocar uma melodia. Após algum tempo, já existiam algumas frases centrais que se tornariam uma música, mas Gabriela chorou e pelo telefone fui chamado a ninar, o que eu adorei e que seguiu noite adentro.

Em três dias costurei frases umas nas outras, durante pequenas fugidas que dei, e a música "Gabriela" estava pronta. Enquanto eu tocava/compunha, os óculos escorregavam pela superfície úmida de meu nariz e eu tinha que parar para enxugar as lágrimas que caíam nas teclas do piano. Imagino que todo pai conhece esse sentimento.

A música "Gabriela" está gravada no CD Atlântico - Bossas, valsas e baladas, do grupo Terra Brasil, com Antonio Barker ao piano e Vitor Alcântara no sax soprano, dois músicos incríveis e que reagem rapidamente ao mais diferentes gêneros que lhes sejam apresentados. Nessa canção em especial, a interpretação, a consciência do caminho da frase musical, o tempo da respiração, o toque são absolutamente essenciais. Somos um trio nessa gravação: autor, solista e no piano, eu vejo Antonio como uma espécie de co-autor, criando seus próprios caminhos de vozes melódico-harmônicas, fazendo um solo muito bonito e zelando pela textura romântica da felicidade que tive ao receber minha filha. Eu somente lhe dei uma folha com melodia, cifras (partitura abaixo) e fiz alguns comentários.

Você pode ouvir todo o CD Atlântico, que foi indicado para concorrer ao Latin Grammy, no site  www.terrabrasil.mus.br, que renovei recentemente em companhia do meu fiel parceiro para sites (também em minha vida), Guilherme 'Cirati' (Gomes ), bom pianista amador e grande responsável por ter dois filhos músicos, eu e meu irmão.
Abraço!




                           

sábado, 1 de junho de 2013

Berimbau e Jazz


O Berimbau é um instrumento vibrante, profundo que gera interesse em qualquer cultura. Toquei solos de berimbau em muitos países e o público ficava olhando hipnotizado. Também era um momento em que eu saía da bateria e quando voltava o impacto sonoro era muito maior. Esse é um jeito de arranjador pensar e que é legal para todos os músicos, sempre.

"Qual é o melhor jeito de contribuir para que essa música fique mais bonita?"
Essa é a melhor pergunta que cada músico deve fazer para si mesmo em busca das melhores soluções musicais. Você vai gostar de ouvir a gravação que fez, dos momentos que mantinha algo, ou cumpria uma função, e das horas que se soltava mais e deixava suas ideias 'dirigirem' o som mais para um lado ou outro.

A composição é "Chino", de Marcelo Gomes', e o vídeo abaixo mostra o grupo Terra Brasil - M.Gomes, Zeli Silva, Antonio Barker, V. Alcântara (pandeiro!!!), eu -  tocando no Supremo Musical.  O vídeo tem em torno de 7 minutos. Eu sugiro que ouça tudo e todos o tempo inteiro, curta o momento que vivemos no show e que agora você pode ver e ouvir neste vídeo simples e à vontade que fez o baterista, especialista em vinhos e amigo, Daniel. Abraço!

domingo, 7 de abril de 2013

Heavy-Jazz-Maracatu em "Casa"

Aquecendo o corpo e afinando a concentração fiz um pequeno solo na abertura do workshop na Universidade Estadual Paulista, a Unesp, sábado dia 6. Alunos da casa e meu amigo, grande músico e professor da escola Carlos Di Stasi estavam presentes e falamos sobre ritmos brasileiros, bateria, vida profissional do músico no Brasil e outros países.

Abaixo o trecho desse aquecimento musical em que eu tinha em mente um heavy-jazz, um pouco funk, caminhando para um maracatu. Abrindo mão da pronúncia tercinada e preparando um maracatu tocado de várias formas. O solo inteiro vai estar em meu novo site que está sendo preparado.
Abraços


video

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Workshop em "Casa"

Próximo sábado, vou dar workshop na Universidade que me graduei, a Unesp, o que será um grande prazer. A graduação aconteceu em 1990 e o curso marcou minha vida pessoal e musical para sempre. 

Educação é uma atividade séria e divertida ao mesmo tempo. A exigência dos recursos técnicos no que diz respeito a disciplina, a relação com o estudante e a visão a médio prazo (e longo, às vezes) sobre o professor é muito grande. E deve ser mesmo, porque a influência exercida é inevitável e os frutos vão surgindo pouco a pouco. O passar dos anos e mais tarde, da décadas, mostram muito do trabalho que foi feito. 


Quem tiver a oportunidade, apareça no sábado cedo para ouvir, ver, conversar sobre música e ritmos brasileiros. Certamente, alguns alunos vão poder tocar também e a entrada é franca.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Som por trás das Imagens



Na sessão de fotos que fiz com a RMV, divulgando a bateria top de linha, Exclusive, eu me diverti bastante. Era um domingo de sol e fomos a um lugar especial, com muitas pinturas nas paredes. Danilo da companhia foi o fotógrafo e homem da concepção artística do que vai ser visto na Modern Drummer.

Eu toquei bastante enquanto as fotos eram feitas. Em alguns momentos, Sandra, minha namorada querida, que teve paciência de me acompanhar e ajudar, também filmou e fotografou.
Toco o que tenho vontade, sempre procurando um boa ideia para desenvolver.

O modelo Exclusive da RMV é uma bateria que gosto muito e digo isso já tendo vivido nos EUA, viajado muito e tocado muitas marcas de instrumentos. Espero que você também se divirta.




sábado, 2 de fevereiro de 2013

Toronto 08



Em 2008, quando eu estava morando em NY, fui lançar meu livro em um dos mais famosos congressos de Jazz por muitos anos, o IAJE. Este, em Toronto, foi o último e tinha muita gente boa, interessada, além de músicos famosos, como Randy Brecker, Dave Liebman, Danny Gottlieb e Gunther Schuller, que foi homenageado, entre outros.


A diretora da Advance Music, Veronika Grubber, filmou a parte do workshop quando falo um pouco mais, mostro exemplos de samba e baião extraídos de meu livro e que fazem da tradição da bateria brasileira. Outras músicas foram tocadas, mas não estão incluídas    neste vídeo de 30 minutos de metade do evento, com os músicos Tom Walsh, sax, Don Thompson, baixo acústico, Marcelo Gomes, guitarra e Deanna Witkowsk, pn.

O workshop está em inglês e não tem legenda, pois é um arquivo pessoal que estou compartilhando aqui em meu blog. O trabalho foi muito bem recebido, assinei muitos livros New Ways of Brazilian Drumming e vendi todos os CDs que levei. Depois seguimos fazendo shows em jazz clubs na região.